Monday, December 18, 2017

Como cuidar das orelhas do seu cão

Como cuidar das orelhas do seu cão

Se o seu animal coça muito uma ou ambas as orelhas e balança muito a cabeça, pode ser um problema que nada tem a ver com pulgas. A coceira e meneios constante de cabeça são os principais sintomas de otite canina.

A diferença entre seres humanos e animais, é que estes últimos têm maior propensão a desenvolver infecções de ouvido com maior frequência, devido a problemas de pele, crescimento exacerbado de microrganismos e inclusive estimulados pelos tutores, ao limpar os condutos auditivos de maneira incorreta.

Ainda que a otite seja uma enfermidade simples de ser tratada na maioria dos casos, é muito importante a realização de uma diagnóstico precoce, já que muitas vezes, a afecção pode se desenvolver rapidamente podendo levar a danos mais graves nos ouvidos dos cães.

Quando a otite é de causa alérgica, deve-se tratar tanto a otite em si quanto a alergia, pois, se uma das afecções for negligenciada, a doença pode se agravar a tal ponto que seja necessária uma intervenção cirúrgica ou pode até causar perda da audição.

A perda do equilíbrio, resultado de distúrbios auditivos, é muito grave, devido à perda de qualidade de vida, pois pode dificultar a movimentação do animal e a alimentação.

Quando devo levar meu cão ao veterinário?

Observe se há presença de secreção, mal cheiro na região, feridas e balanço de cabeça.

O tratamento pode ser realizado por medicamentos via oral ou tópicos que são aplicados diretamente no conduto auditivo. Mas antes de realizar qualquer tratamento, o médico veterinário precisa identificar a causa da otite para tratar também afecções concomitantes, bem como indicar o melhor remédio para o caso.

Algumas raças são predispostas tais como maltês, shih-tzu, lhasa apso, cocker, basset houd, beagle e outras.

Com informações de Rede de Atenção Veterinária da Universidade do Chile

About The Author

Danielle é jornalista, formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Já foi voluntária em diversas ONG como Abeac, Anda, Associação Mata Ciliar e N/a’an ku se (Namíbia). Atualmente, estuda Medicina Veterinária na Fesb de Bragança Paulista, onde faz estágio no hospital universitário HVet.

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *