Sunday, November 19, 2017

Destinos pet friendly proporcionam aventuras e bons momentos

Destinos pet friendly proporcionam aventuras e bons momentos

Esqueça as voltinhas matinais na pracinha perto de casa. O seu cão, assim como você, merece mais emoção e aventura nos finais de semana, feriados ou férias. Isso é possível porque o conceito pet friendly tem crescido consideravelmente nos últimos anos. A expressão, que significa “amigo dos animais”, define locais em que os animais são muito bem-vindos e tratados com carinho e atenção.

Uma cidade considerada pet friendly, localizada próxima de Jundiaí, é Socorro (www.socorro.tur.br) onde em qualquer época do ano os animais de estimação são muito bem-vindos nos hotéis e pousadas. Em alguns empreendimentos hoteleiros, a presença de hóspedes com animais chega a representar 40% da ocupação. Dos mais tradicionais, como cães e gatos, a animais como coelhos, passarinhos e até tartarugas. No entanto, os visitantes devem se informar na hora da reserva e escolher o que mais se adapta as necessidades de cada um porque cada empreendimento possui regras próprias para receber os animais.

Cada empreendimento possui estruturas diferentes e regras próprias para receber que vão desde vacinação em dia, restrição de circulação em determinadas áreas sociais, até o tamanho do animal. Tem hotéis em que o hóspede pode ficar com animal dentro do apartamento ou chalé e outros com canil individual. Há aqueles que não cobram nenhuma taxa e outros, uma diária diferenciada.

Entre os exemplos de locais que aceitam animais estão o Hotel Fazenda Campo dos Sonhos e o Hotel Parque dos Sonhos que dispõem de 24 chalés no total adaptados para cães com canil acoplado. Quando pequenos, os animais podem ficar nos apartamentos junto com os tutores. O Hotel Fazenda Village Montana aceita animais de pequeno porte e disponibiliza kit de higiene e uma caminha para o cão, assim como o Grínberg’s Village Hotel que possui 12 chalés que acomodam até quatro pessoas e também os animaizinhos. Já no Hotel Fazenda 7 Belo existe canil individual.

Além da acomodação para os animais, a cidade de Socorro, em plena Serra da Mantiqueira, cercada por montanhas tem no Rio do Peixe, opções para cães e tutores relaxarem durante a prática de exercícios em contato com a natureza como o rafting e o SUP Dog.

O rafting é a descida pelas corredeiras do rio em botes infláveis. Já no Stand Up Paddle Dog, o tutor fica em cima da prancha com o cão ao lado e usa um remo para se locomover na água. Qualquer cão pode participar das atividades. A única exigência é gostar de água. Com certeza a diversão será em dose dupla!

Guia de roteiros

O portal Turismo 4 Patas (www.turismo4patas.com.br) é o primeiro guia on-line focado no segmento do ‘turismo animal’ que reúne viagens e eventos com animais e leva ao conhecimento do público todas as opções de lazer possíveis de serem aproveitadas na companhia do “melhor amigo”.

Larissa Rios, criadora da empresa Turismo 4 Patas, explica que o objetivo é promover atividades de lazer para os animais e seus tutores, divulgar os meios de hospedagem que aceitam pessoas acompanhadas dos seus mascotes (os chamados pet friendly) e oferecer informações para auxiliar no planejamento de viagens onde o conforto e a segurança do “viajante 4 patas” são essenciais. “Nossa missão é estimular nas pessoas a satisfação do convívio com seus animais na qualidade de membros da família”, afirma Larissa que conta com a companhia de Cléo e Alegria, suas cadelas que são inspiração para o projeto.

Ela destaca que a empresa é pioneira na adaptação de roteiros culturais e atividades de ecoturismo e esportes de aventura para cães. “Organizamos e realizamos eventos que propõem aos seus participantes – humanos e caninos -, o convívio com a natureza e a prática de atividades de ecoturismo e esportes de aventura como floating, rafting, trilhas, caminhadas ecológicas, passeios de barco, boiacross, stand up paddle, entre outros”, detalha.

Companheira de aventuras

A bancária Lígia Piovesan, de 33 anos, faz questão de levar Maia, sua cadelinha de dois anos nas viagens que faz com sua família. “Ela fica bem sozinha em casa, porém sempre tenho que depender de alguém pra dar comida e levar ela para passear. Quando levamos ela, eu e meu marido não precisamos nos preocupar e ainda ficamos mais à vontade em ter a companhia dela”, explica ela que é casada com Vinícius de Assis Vicente, 31.

O casal garante que nunca teve problemas em estar na companhia de sua ’peludinha’ nas viagens que fizeram para o Rio de Janeiro, Ilha Bela e Praia Grande. “No último carnaval a família toda viajou para o Rio e Maia se comportou muito bem durante toda a viagem e nos passeios”, comenta. Nessa ocasião, eles alugaram um imóvel através de uma plataforma online que informa se é permitida a presença de animais.

Eles já ficaram em um hotel em Ilha Bela com Maia e contou que a experiência foi positiva. “Eu acho ótimo o crescimento desses locais chamados pet friendly que aceitam animais até porque deixar em hotel especial pra cachorro, além de gerar custo, você não sabe como ele tá sendo tratado”, opina a bancária.

Dicas para uma viagem tranquila com seu cão

  • Sempre tenha em mãos o cartão de vacinação de seu animal de estimação;
  • Consulte os meios de hospedagem, empresas de viagem e atrativos turísticos sobre as políticas e regras de convivência relacionadas aos animais;
  • Na viagem de carro, é preferível levar o animal nas caixas de transporte para deixá-lo mais confortável. Também é aconselhável o uso do cinto de segurança específico para os animais que deverá ser conectado no cinto do automóvel.
  • Se viajar de avião, consulte a companhia aérea. Nem todos aceitam transportar animais na cabine de passageiros. Há a cobrança de taxas de acordo com as dimensões e o peso da caixa de transporte.

Fonte: JJ

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *