Monday, December 18, 2017

33 leões que passaram a vida toda em circo voltam para  a casa na África

33 leões que passaram a vida toda em circo voltam para a casa na África

 

33 leões foram levados de avião de Lima, no Peru até Johannesburgo, na África do Sul, no último fim de semana.

 

Todos os leões foram resgatados de circos do Peru e da Colômbia pela ONG Animal Defenders International (ADI) e foi o maior resgate de leões de todos os tempos, disse a equipe para o The Dodo. Essa viagem representa um novo começo na vida desses leões que sofreram durante toda uma vida em jaulas pequenas e obrigados a fazerem performances. No domingo, eles chegaram ao Santuário Emoya Big Cat em Vaalwater, na África do Sul.

“Antes de serem regatados, esses animais nunca haviam sentido a grama sob seus pés ou o sol sobre suas cabeças”, segundo Jan Creamer, presidente da ADI. “Esta foi uma missão muito importante para acabar com o sofrimento dos animais de circo no Peru, salvando as futuras gerações desses animais”.

  • leao3
  • leao2
  • leao1
  • leao5

 

As negociações da ADI com as autoridades competentes demorou mais de um ano para a liberação de todos os leões. Depois de retirados dos circos, os animais continuaram em jaulas, porém um pouco maiores, onde podiam esticar as pernas e receber a atenção que nunca tiveram, enquanto a ADI angariava fundos para o transporte até o santuário na África. A tarifa de cada animal girou em torno de 10 mil dólares, montante conseguido de doações que chegaram de todas as partes do mundo.

 

Os animais nunca foram alimentados adequadamente como leões, muito tiveram suas presas e dentes removidos.

 

 

“O sol e o sol africanos, bem como as árvores e os sons da savana, trovões de verão, grandes recintos em ambiente natural vão ajuda-los a se lembrarem de quem são”, disse Savannah Heuser, fundadora do Santuário Emoya Big Cat em comunicado.

Você pode ajudar o Santuário Emoya fazendo uma doação. Você também pode ajudar a ADI fazendo doações para ajudar animais em situações de risco.

Assista ao video da operação:

 

Danielle Bohnen

About The Author

Danielle é jornalista, formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Já foi voluntária em diversas ONG como Abeac, Anda, Associação Mata Ciliar e N/a’an ku se (Namíbia). Atualmente, estuda Medicina Veterinária na Fesb de Bragança Paulista, onde faz estágio no hospital universitário HVet.

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *