Tuesday, October 24, 2017

Cão comunitário: projeto doa água e ração para animais abandonados

Cão comunitário: projeto doa água e ração para animais abandonados

Na cidade de Conselheiro Lafaiete (MG), cerca de 50 voluntários se reuniram com o objetivo de mudar a realidade desses animais e criaram o “Cão Comunitário”, que os fornece alimentação e água. Todos os pontos do projeto na cidade têm, no mínimo, dois responsáveis para o monitoramento dos comedouros e bebedouros. A ração é colocada diariamente e a vasilha de água também é lavada todos os dias por esses responsáveis, como forma de prevenir a dengue.

Segundo a médica veterinária, Carla Sássi, o “Cão Comunitário” partiu da união de várias pessoas e comerciantes da cidade, que se compadecem da situação dos animais que vivem nas ruas. Todos se uniram inicialmente por meio de redes sociais e, em menos de um mês, a ideia foi tirada do papel. O projeto é coordenado pela Fabiana de Paula. “Os animais que vivem nas ruas, não nasceram ali, já tiveram um tutor e foram abandonados. Hoje o CCZ tem para adoção 170 cães, todos vacinados, castrados e vermifugados, mas a taxa de adoção de cães adultos é muito baixa. Por isso, não há como recolher todos os animais que estão nas ruas”, explica.

montagem, cão comendo em coomedouro comunitario e voluntarios com os comedouros prontos de madeira
Foto: JCC

O programa de proteção aos animais está previsto na legislação municipal, por meio da lei 4919/06. De acordo com Carla Sássi, que também é vice-presidente da Associação Lafaietense de Proteção aos Animais (Alpa), eles são castrados, vacinados e vermifugados pelo CCZ. Esses animais possuem registro no setor no nome de pelo menos um responsável, recebendo auxílio sempre que necessitarem. “Não há lares para todos os cães, o poder público, ONGs e protetores fazem um trabalho fundamental, pois castram gratuitamente, realizam feiras de adoção, monitoram os animais nas ruas e desenvolvem um trabalho sobre posse responsável para que a população entenda sua responsabilidade. A mudança no comportamento social é um processo lento, mas muitos resultados positivos já podem ser observados”, ressalta.

Saiba como participar

Todas as pessoas interessadas em participar ou ajudar podem entrar no grupo “Cão Co­mu­ni­tário” no Facebook, ou enviar uma mensagem pa­ra o número (31) 98673-9070, solicitando ser adicionado ao grupo no Whatsapp. Os comedouros estão em diversos pontos da cidade e todo cidadão que quiser ajudar pode colocar ração e trocar a água.

Fonte: Jornal Correio da Cidade

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *