Monday, December 18, 2017

13 razões para você nunca tomar leite de cabra

13 razões para você nunca tomar leite de cabra

Quando nós pensamos na indústria do leite, nossa mente logo lembra das vacas. Mas, segundo a PETA, tem testemunhado nas fazendas de leite, as fêmeas são obrigadas a engravidar e ter seus bebês um após o outro, que são deixados para definhar sem cuidados veterinários e são eventualmente enviados para o abate.

Mas vacas não são únicas vítimas dessa indústria cruel.

Cabras que são usadas por seu leite também sofrem. A Peta separou algumas razões pelas quais você de tirar o leite de cabra da sua dieta, bem como seus derivados:

  1. Não fomos feitos para bebê-lo
Fonte: Peta
Fonte: Peta

Assim como as vacas, as cabras produzem seu leite para seus próprios filhotes. Humanos são os únicos animais que roubam e bebem leite de outros animais. Afinal de contas, a não ser que você fosse um cabritinho, não há razão para bebê-lo.

2. Nós não precisamos

Fonte: Peta
Fonte: Peta

Você não toma leite, quer de vaca quer cabra ou qualquer outro animal para obter os nutrientes que você precisa. Quando você tiver carência de cálcio, pode obter tudo o que precisa comendo folhas verdes tais como couve, espinafre e brócolis, pode até acrescentar tofu.

3. Não é melhor para você

Fonte: Peta
Fonte: Peta

O leite de cabra tem muito mais colesterol e gordurada saturada (que estão associados a doenças cardíacas) por porção do que o de vaca. E o leite de amêndoas? Sem colesterol nem gordura saturada.

4. Te faz ganhar peso

Fonte: Peta
Fonte: Peta

Pesquisas mostram que a gordura saturada promove ganho de peso. Leite de cabra tem alto teor de gordura saturada. Faça a conta.

5. Você provavelmente continua intolerante a leite

Fonte: Peta
Fonte: Peta

Leite de cabra, como o de vaca, contém um açúcar chamado “lactose” cuja digestão é muito difícil, resultando em sintomais tais como cólicas, gases, inchaço e vômitos.

6. Você também é alérgico a ele

Fonte: Peta
Fonte: Peta

De acordo com um artigo publicado na Los Angeles Times, “mais de 90% das pessoas que são alérgicas ao leite de vaca também do leite de cabra”.

7. As cabras não querem que você tire o leite delas

filhotes de cabra enconstando o focinho um no outro, um branco e um marrom
Fonte: Peta

As cabras são animais sociais que abanam a cauda como cães e formam fortes laços entre elas. A indústria do leite desmembra as famílias, separando mães e filhos.

8. A indústria do leite faz as crianças chorarem

Uma ex-criadora de cabras escreveu sobre quando ela e seu marido vendiam os filhotes machos que são considerados “subprodutos” pela indústria de laticínios, porque eles não produzem leite para as pessoas, para que fossem mortos para o jantar de Páscoa:

“Eles pegavam os filhotes como peças de bagagem e literalmente jogado na traseira de um caminhão ou pick-up. Os bebês olhavam nos meus olhos com confiança, admiração e medo. … Muitas vezes Jim e eu podíamos escutar do portão, os bebês chorando enquanto eram levados embora”.

-Cheri Ezell-Vandersluis, uma ex-criadora de cabras que agora dirige um santuário animal

9. As pessoas que criavam cabras estão abandonando o barco

cabra branca de olho azul, foto tirada de baixo só mostrando o rosto dela com o céu azul atrás
Fonte: Peta

Cheri não é a única ex-criadora de cabra que mudou de rumo. Carol e Julian Pearce que tinham uma fazenda produtora de quijo de cabra, agora fazem e vendem deliciosos queijos veganos e transformaram sua fazenda em um santuário para cabras e outros animais.

10. Porque as cabras querem viver

Fonte: Peta
Fonte: Peta

A indústria do leite vê esses animais como cifras e não como seres individuais. Cabras que não têm mais idade para produção de leite são abatidas e os filhotes machos também são descartados por não produzirem leite.
11. Porque as cabras querem estar livres para brincar

12. E se pendurar

13. E simplesmente serem cabras


O que você pode fazer?

Retire todos os laticínios da sua dieta e tente uma dieta vegan por 30 dias. Confira essas fontes vegan saudáveis, de fácil absorção de cálcio.

About The Author

Danielle é jornalista, formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Já foi voluntária em diversas ONG como Abeac, Anda, Associação Mata Ciliar e N/a’an ku se (Namíbia). Atualmente, estuda Medicina Veterinária na Fesb de Bragança Paulista, onde faz estágio no hospital universitário HVet.

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *