Friday, November 17, 2017

Empresa adota gatos para melhorar ambiente de trabalho

Empresa adota gatos para melhorar ambiente de trabalho

A ideia é que a convivência com um gato pode surtir efeitos muitos positivos ao nível de alívio de stress ou de melhoramento de humor

Um empresa de Tóquio adotou nove gatos, para melhorarem o ambiente de trabalho e para animar os funcionários. Em Tóquio, por exemplo, conforme indicou o site Rocket News 24, ter um gato é próximo de um luxo.

A ideia é que a convivência com um gato pode surtir efeitos muitos positivos ao nível de alívio de stress ou de melhoramento de humor, que poderia ser muito útil para o ambiente corporativo.

Gato branco e cinza ao lado depote de água olhando para a cãmera que fotografa de cima
Foto: Mundo a Minuto

Foi esse mesmo pensamento que passou pela cabeça dos responsáveis da empresa Ferray Corporation quando decidiram colocar gatos nos seus escritórios.

A companhia japonesa trabalha com soluções para internet, com um intenso ritmo de trabalho, e a ideia é melhorar o dia dos funcionários. Assim sendo, adotaram nove gatos que durante o dia andam livremente pelo escritório.

Mas há problemas? Há. Coisas que caem, fios que se entrelaçam, ‘surpresas’ com cheiros ruins e, claro, atenção que se pode dispersar. Entretanto, o stress no escritório diminui e até aumentou a comunicação entre os colegas.

Nota A&N

A ideia de adotar gatos ou outros animais por empresas para melhorar o ambiente estressante dos escritórios pode ajudar os animais a encontrarem um ambiente acolhedor para viver, porém, deve-se ter em conta que a prática deve ser mais vantajosa para o animal, pois manter um animal requer tempo, dinheiro, consciência sobre saúde como castração, vacinação, nutrição com alimentos de boa qualidade, bem como um local seguro com comida, água e companhia durante os períodos em que a empresa encontra-se fechada. Lembrando que o ambiente onde o animal se encontra deve ser limpo todos os dias para garantir-lhe saúde e qualidade de vida.

Fonte: Mundo ao Minuto

About The Author

Danielle é jornalista, formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Já foi voluntária em diversas ONG como Abeac, Anda, Associação Mata Ciliar e N/a’an ku se (Namíbia). Atualmente, estuda Medicina Veterinária na Fesb de Bragança Paulista, onde faz estágio no hospital universitário HVet.

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *